O problema do humano em Emmanuel Lévinas

O problema do humano em Emmanuel Lévinas

por Gilmar Francisco Bonamigo

Resumo

Este ensaio investiga a relação entre duas grandes lógicas civilizatórias, a lógica da “preocupação em ser”, ou lógica da preocupação consigo mesmo, e a lógica do cuidado do outro. Acompanhamos, por um lado, a análise crítica que Lévinas faz do Ocidente e de seus Humanismos; por outro, acompanhamos a lógica da Escritura Bíblica e a indicação de outro processo civilizatório, de outra Humanidade. Pretendemos mostrar, como resultado, que essas duas lógicas, em tensão, constituem o “fio da navalha” da proposta de Lévinas; aproximar essas lógicas, a partir da noção de Subjetividade, é, em Lévinas, andar sobre o fio da navalha. A metodologia que utilizamos é a pesquisa bibliográfica aplicada a obras centrais de Lévinas e conduzida sob inspiração da Hermenêutica Crítica de Paul Ricoeur.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como citar este artigo
FRANCISCO BONAMIGO, Gilmar . O problema do humano em Emmanuel Lévinas. O que nos faz pensar, [S.l.], v. 25, n. 38, p. 139-160, june 2016. ISSN 0104-6675. Disponível em: <http://www.oquenosfazpensar.fil.puc-rio.br/index.php/oqnfp/article/view/493>. Acesso em: 20 aug. 2017.
Seção
Artigos