“Morder o real”: o engajamento antes da sua representação

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Eduardo Pellejero

Resumo

Em geral tendemos a entender o engajamento da arte a partir de certas formas de representá-lo, isto é, associado ao programa de um partido político, um projeto revolucionário, uma perspectiva histórica ou uma posição ética. Mas muitos artistas falam de um compromisso com o real que precede qualquer formulação poética ou ideológica. O presente ensaio pretende explorar, a partir do diálogo com alguns artistas, críticos e filósofos contemporâneos, o que se encontra em jogo nessa relação com o real muitas vezes passada por alto.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
PELLEJERO, Eduardo. “Morder o real”: o engajamento antes da sua representação. O que nos faz pensar, [S.l.], v. 26, n. 40, p. 223-236, june 2017. ISSN 0104-6675. Disponível em: <http://www.oquenosfazpensar.fil.puc-rio.br/index.php/oqnfp/article/view/548>. Acesso em: 10 dec. 2018.
Seção
Artigos