Contribuição a uma crítica da representação: do diálogo engendrado por distâncias Português

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Gustavo Chataignier

Resumo

Entendendo a instância da representação como normatividade apartada da experiência, tanto no quesito estético quanto no que tange à deliberação da vida em comum, pretende-se uma aproximação das esferas artística e política. No intuito de apontar para a ligação entre ambas as dimensões, mobilizamos algumas reflexões de Jacques Rancière que podem nos levar a uma chave de leitura onde a arte suspende todo o princípio de ação, ensejando assim uma ruptura na ordem da percepção e do aparecer. Neste exercício, ao se privilegiar o cinema, encontra-se ressonância com a literatura, em romances onde o efeito descritivo rompe com qualquer necessidade de resolução diegética.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
CHATAIGNIER, Gustavo. Contribuição a uma crítica da representação: do diálogo engendrado por distâncias. O que nos faz pensar, [S.l.], v. 26, n. 40, p. 253-267, june 2017. ISSN 0104-6675. Disponível em: <http://www.oquenosfazpensar.fil.puc-rio.br/index.php/oqnfp/article/view/551>. Acesso em: 26 sep. 2018.
Seção
Artigos