Do 'agón' poético ao 'agón' platônico

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Nelson de Aguiar Menezes Neto

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de mostrar em que sentido o texto platônico está vinculado a uma espécie de evolução das formas agonísticas do drama grego, assumindo a forma particular de um agón dramático. Conhecendo as técnicas do agón no gênero dramático, Platão teria reformulado suas convenções, de acordo com as finalidades a que se propunha. Trata-se, portanto, de uma investigação sobre a apropriação platônica de uma estrutura estilística pertencente a uma tradição de discursos em que o universo agonal é expresso na forma dialogada. Para desenvolver as possíveis relações de continuidade e descontinuidade entre o agòn lógon da tragédia e a estrutura dialogada dos diálogos platônicos, propomos uma análise comparativa com base em uma cena escolhida de As Fenícias de Eurípides (v. 446-635).

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
MENEZES NETO, Nelson de Aguiar. Do 'agón' poético ao 'agón' platônico. O que nos faz pensar, [S.l.], v. 27, n. 43, p. 303-322, dec. 2018. ISSN 0104-6675. Disponível em: <http://www.oquenosfazpensar.fil.puc-rio.br/index.php/oqnfp/article/view/609>. Acesso em: 20 aug. 2019. doi: https://doi.org/10.32334/oqnfp.2018n43a609.
Seção
Artigos